O acidente que matou duas pessoas na manhã desta sexta-feira na altura do km-209 da BR-262, em Ribas do Rio Pardo, a cerca de 97 quilômetros de Campo Grande, teria sido causado por imprudência. De acordo com a Polícia Civil, informações preliminares colhidas no local apontam que a caminhonete Frontier, que invadiu a pista contrária e atingiu a picape Strada em que estavam as vítimas, seguia em alta velocidade.

Segundo o delegado Bruno Santhacatarina, responsável pelo inquérito, a Frontier seguia pela via sentido Campo Grande, quando o motorista perdeu o controle da direção e atingiu o carro que transportava quatro funcionários de uma empresa do ramo de celulose com sede em Três Lagoas. Com o impacto, dois ocupantes do carro morreram. Outros dois foram socorridos e estão internados em estado estável.

“Ficou apurado que o motorista da Frontier estava em alta velocidade, incompatível com a via”, explicou o delegado. Ainda conforme Bruno, o excesso de velocidade por si só já configura ato imprudente. “Agora resta saber se ele dormiu ou se abaixou para pegar água no assoalho do veículo, como ele disse”, relatou a autoridade policial no que diz respeito aos motivos pelos quais o motorista teria perdido o controle da direção.

O condutor da Frontier estava consciente e estável. Ele responde por dois homicídios culposos, quando não há intenção de matar, e por duas lesões corporais, referente às duas vítimas que sobreviveram. Conforme já noticiado, a caminhonete parou 150 metros de distância do ponto do impacto. A Polícia Civil aguarda os relatórios da PRF (Polícia Rodoviária Federal) e laudo de local da perícia.

Informações: Midiamax

Compartilhar